Notícias

Novas funções, novos gestores

09/09/2019 às 15:33

Novas funções, novos gestores

Comprar e Vender sempre demandará maior atenção e foco dos negócios do varejo e distribuição, pela própria característica do comércio, que usa produtos de terceiros como moeda de troca, para mostrar sua competência em serviços e lucrar com isto.


Todavia com o crescimento do número de itens, do número de lojas e também dos multicanais de vendas como atacarejo, varejo tradicional e e-commerce, surgiu a necessidade de um olhar diferente para duas outras áreas que hoje pertencem também ao Core Business do comércio.


GESTOR DE DADOS e GESTOR DE LOGÍSTICA.


As empresas estavam sustentadas por três grandes pilares: Pessoas, Processos e Produtos e agora soma-se o quarto pilar: DADOS/Informações


Somente aqueles que se preocuparam com o cadastro de Clientes e de Produtos, possuem informações estruturadas e estão se destacando na economia no momento difícil. Sem informação correta é mesmo difícil.


A grande maioria das empresas entregam os cadastros aos estagiários e a logística ao setor de Compra ou de Venda.


Nestas empresas a venda é dificultada por informações erradas, e o Setor de Pós Venda ganha notoriedade, porque a quantidade de retrabalho é imensa com os erros de premissa que geram custos invisíveis, absurdos e repetitivos.


Há empresas que se orgulham de ter muitos funcionários para atender as reclamações dos clientes.


Há muitas que tem uma pressa incompreensível de cadastrar um produto novo, mesmo sem ter os dados corretos em mãos e uma avaliação criteriosa se o rumo é de fato este.


Há aquelas empresas que o pedido de compra foi feito sem o cadastro do produto e até do fornecedor, ou aquelas que o fornecedor enviou o produto mesmo sem ter no pedido, ou seja, se colar colou. Pior que cola, parece mentira.


As empresas tradicionais não possuem os dados logístico para os produtos e nem as fotos. Não possuem o e-mail, nem o whatsApp do cliente, não sabem sequer o sexo do cliente, mas mesmo assim sonham em colocar um e-commerce...Como?


Assim fica muito difícil tirá-la do passado glorioso e garantir sua modernização e longevidade.


Quando a economia destravar e o capital de fora chegar com força, vão dizer que Magazine Luiza, Carrefour, Amazon, dentre outros, tiveram sorte ou foram ajudados pelo Governo.


Cabe a cada um buscar a sua melhoria e modernização, entendendo as mudanças que estão aí e serão imperdoáveis com aqueles que não se adequarem.